Bretas cobra correção de matéria tendenciosa que tenta ligá-lo a Bolsonaro

Neste domingo (26), o juiz Marcelo Bretas precisou desmentir uma fake news imoral publicada pelo site Valor Econômico.

Na matéria, o veículo de comunicação afirma que Bretas, o juiz responsável por mandar prender o ex-presidente Michel Temer, "não esconde seu apoio ao governo Bolsonaro" devido a seguinte publicação que o juiz realizou em suas redes sociais, também no domingo:

Bretas cobrou, então, a correção da matéria: "ops, vamos corrigir o título da matéria?". Em seguida, teve que explicar o óbvio:

Que tal: “Bretas apoia manifestações populares pacíficas”, independente da orientação política. Fica feio distorcer o sentido do post, não é mesmo?

A grande mídia vem, a cada dia, perdendo sua credibilidade e prestígio do público uma vez que distorce falas e faz comparações mirabolantes para confirmar suas narrativas risórias. Como disse o magistrado: "fica feio".

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários