Povo nas ruas: quem ganhou e quem perdeu no dia 26/05

O sucesso das manifestações do dia 26/05 é inegável para qualquer um que não se alimente de capim. Vamos então ao resultado dela:

Perdedores:

1. Manifestantes de meio de semana - Os brasileiros que foram às ruas ontem deram uma aula de organização espontânea e civilidade. Abriram mão de sua folga dominical e defenderam suas pautas. Sem colocar fogo em ônibus, sem emporcalhar as ruas, sem sindicatos parasitas, sem constranger ninguém para participar. Some-se isso à defesa de pautas reais e importantes para o país e fica claro que os protestos de meio de semana nada mais são do que arruaça adestrada para tentar soltar bandido.

2. Grande Mídia - Além de não cobrirem os preparativos, ficaram até o último momento tentando rebaixar a manifestação como algo sem importância. Quando viram que estava gigantesca, começaram a tentar comparar com a da esquerda. Não conseguiram. Mais um episódio que mostra que a grande mídia brasileira é uma mera lacaia do pensamento esquerdista. Perderam o pouco de credibilidade que ainda tinham e caminham pra falência, moral e financeira.

3. MBL - Movimento Brasil Livre - Numa mistura de arrogância com amadorismo, o MBL fez uma péssima leitura do sentimento da população. Kim Katapiroka e Mamãe do "Arthur Falei" passaram a semana toda se humilhando em público tentando justificar o boicote ao evento. Acharam que boicotando, enfraqueceriam Bolsonaro e tomariam o lugar dele como força política que faz frente à esquerda no País. Não deu certo, o povo sacou o esquema e os fez responder pela traição. MBL não está acabado, mas sua reputação está eternamente manchada.

4. Congresso e STF - O STF está isolado no próprio mundo. Lá, de onde eles legislam sem poder e decidem os rumos do país sem ter tido um único voto pra isso, pode ser difícil de perceber que o povo está insatisfeito com seu autoritarismo. Mas logo não terão opção a não ser dar satisfações ao seu chefe, o brasileiro. Já os deputados e senadores que insistem em atrasar o Brasil em nome de sua birra política contra Bolsonaro, levaram um banho de água fria. Os nomes dos oportunistas foram lidos nos alto-falantes de todo o Brasil. Político morre de medo do povo na rua. E 58 milhões de votos são mais fortes do que qualquer vontade do Congresso de dar um golpe no Presidente com o tal "parlamentarismo branco". Aprovem as reformas ou terão que procurar emprego!

5. Seu amigo isentão - Sabe aquele cara que votou no Bolsonaro e depois foi pescar, achando que o país tinha entrado no piloto automático e tudo se resolveria. Aquele que acredita em tudo que sai na imprensa e em 5 meses já está condenado o governo só pra provar que ele é imparcial e que "político é tudo igual". Com certeza agora ele percebeu que ele precisa mais do Bolsonaro como presidente do que o Bolsonaro precisa do cargo de presidente.

Vencedores:

Povo Brasileiro, Bolsonaro e Olavo de Carvalho.

1. Povo Brasileiro - que mostrou sua força e que voltará às ruas sempre que seus empregados em Brasília não se comportarem.

2. Bolsonaro - por se solidificar como a única força política capaz de fazer frente ao esquerdismo e representar a vontade dos brasileiros.

3. Olavo de Carvalho - por ter razão de novo.

Frederico Rodrigues

Analista Político e Membro da Direita Goiás.

Comentários