A imensa contradição dos partidos e políticos da esquerda brasileira

A contradição é a marca registrada de TODOS os partidos e políticos de esquerda.

Afinal, é muito difícil defender uma causa que prega a "igualdade e a equiparidade de classes" e ao mesmo tempo ter milhões em patrimônio guardado e não abrir mão de privilégios pagos por dinheiro público, o que já te faz diferente de 99% das pessoas do seu país.

A igualdade da esquerda fica só no discurso.

Na utopia do socialismo/comunismo não há ricos ou pobres, há ESTADO RICO e a população equiparada socialmente, todos iguais.

Me faz lembrar uma frase que vi em algum Instagram de fofoca que dizia mais ou menos assim:

"Deus, se eu não conseguir emagrecer, fazei com que minhas inimigas engordem".

É tão raso quanto esse pensamento.

Raso e contraditório.

Tão contraditório quanto comemorar que o PIB do primeiro trimestre foi baixo e ao mesmo tempo ser contra a reforma da previdência que gasta quase tudo que arrecada pagando aposentadorias!

Tão contraditório quanto comemorar que o brasileiro aumentou sua longevidade, que a terceira idade está mais ativa e saudável do que os idosos do passado e ao mesmo tempo dizer que não há rombo na previdência!

Reclamar do preço da gasolina e ao mesmo tempo ser contra a reforma tributária!

Sair em protesto pelas ruas e ao mesmo tempo pedir a soltura de um político que comandou o país na época onde a corrupção deixou de ser um acerto obscuro entre corruptos e corruptores e virou um departamento em grandes empresas, com vários funcionários, planilhas, agendas e controle fiscal do dinheiro que saia da empresa para membros do governo.

Dizer que defende a democracia no Brasil e ao mesmo tempo admirar ditadores do resto do mundo.

Gritar por liberdade de expressão e ao mesmo tempo se calar quando a justiça manda retirar o computador da casa de um crítico do STF, ou manda prender um artista por ter falado mal de um político.

Defender a liberdade do povo e ao mesmo tempo defender que o Estado comande todos os meios de produção.

É impossível viver com um pensamento tão contraditório, é quase uma transgeneridade de pensamento sócio/político, você é de um jeito mas pensa ser de outro.

A esquerda se perdeu entre o que pensam que estão defendendo e o que de fato estão fazendo, vou exemplificar para ficar mais claro:

É a mesma coisa que você esticar a mão para fazer carinho na barba do Lula e sem querer, acaba massageando as genitálias do Renan Calheiros e do Aécio Neves.

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

Comentários