Descarada, Gleisi confessa a politização partidária dos protestos da Educação

Os protestos contra os alegados “cortes” na educação constituem pura politicagem da esquerda e, principalmente, do PT.

É o que se depreende das declarações da deputada Gleisi Hoffmann, dadas neste domingo (2), durante o mal fadado evento denominado Lula Livre, em São Paulo.

A presidente do Partido dos Trabalhadores disse o seguinte:

"Para nós do PT, 'Lula Livre' é estratégico, nós achamos que não há salvação da democracia com Lula preso. Nós sempre levaremos a pauta do 'Lula Livre' junto com a pauta da defesa da educação.”

Gleisi ainda comprometeu os demais partidos de esquerda. Perguntada se os partidos aliados também fazem a mesma associação, a ex-senadora respondeu que "muitos têm levado (uma agenda em conjunto com a outra)". Citou o PCdoB e o PSOL e afirmou que Carlos Lupi, presidente do PDT, visitou Lula na prisão. Esqueceu de mencionar as recentes declarações de Ciro Gomes, a maior expressão do PDT, que deixou claro que ‘não visitaria Lula na cadeia’.

Assim, parece evidente que os estudantes estão realmente sendo utilizados como massa de manobra.

Fonte: Terra

da Redação

Notícias relacionadas

Comentários