Globo perde processo para Brasil Paralelo e é obrigada a dar direito de resposta

O portal O Globo foi processado pela empresa Brasil Paralelo, produtora do documentário 1964: Entre Armas e Livros, por publicar uma matéria afirmando que a produção se tratava de um mero "defensor da ditadura militar", tendo essa menção no título.

Nesta segunda-feira (03), através das redes sociais da produtora, surge a informação de que o Brasil Paralelo venceu o processo, obrigando ao O Globo a conceder o direito de resposta

.

“Um dos grandes prejuízos que nos ocorreu em função dessa matéria foi desestimular as pessoas a assistirem o documentário que a gente tinha se esforçado ao máximo para fazer historiográfico e imparcial”, declarou um dos produtores.

Além disso, no corpo da matéria publicada pela Globo, tratam a produtora, segundo um dos produtores, "como uma certa informalidade”, mas que na verdade “é uma empresa sólida”.

O prazo para publicação do direito de resposta na íntegra pela Globo é de 10 dias, sob pena de multa diária de R$ 3.000,00, limitadas a 30 dias­-multa

da Redação

Comentários