Com uma mulher, o governo inicia “faxina” nas reitorias das universidades federais

Com a nomeação da médica Denise Pires de Carvalho para a reitoria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o presidente Jair Bolsonaro deu início a assepsia que pretende fazer nas universidades federais do país.

Com Bolsonaro, é a primeira vez na história que uma mulher é nomeada reitora da UFRJ.

Outras três universidades tiveram novos reitores nomeados em atos publicados no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (3):

Gleisson Alisson Pereira de Brito, Universidade Federal da Integração Latino-Americana;

Uberlando Tiburtino Leite, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia;

Ricardo Luiz Lange Ness, Universidade Federal do Cariri.

A grande mídia praticamente silenciou ante o ineditismo da nomeação de uma mulher como reitora da UFRJ.

Bolsonaro, vale lembrar, ainda brincou quando anunciou o nome de Denise, “Eu agora sou o novo homemfóbico”, disse o presidente.

da Redação

Comentários