O que leva um desembargador a sair de casa de pijama para soltar um político envolvido em corrupção?

Em tese, todo magistrado é cuidadoso em suas decisões, analisa com profundidade caso a caso e toma decisões imbuído do senso de buscar o estabelecimento da verdadeira Justiça.
Infelizmente, tal tese não encontra acolhida por parte da população. O povo não acredita mais nisto. O Judiciário, assim como os demais poderes da nossa República, está caminhando celeremente para a mais completa desmoralização.
E na madrugada desta quarta-feira (11), o Poder Judiciário deu mais um passo nesse sentido.
A polícia e o Ministério Público fizeram um trabalho respeitável, investigaram, reuniram provas e com base em farto material, requereram a prisão de nove suspeitos de corrupção.
O juiz que analisou o caso, ficou vários dias com o processo em seu poder, esmiuçou as alegações do MP e, entendeu pela necessidade da prisão temporária, por cinco dias, dos suspeitos, entre eles um ex-deputado federal, figura sabidamente envolvida em inúmeras pilantragens e falcatruas.
Numa operação extremamente organizada, sob forte sigilo, todos os suspeitos foram presos e cada um encaminhado para uma delegacia diferente, de modo que não houvesse contato entre eles e assim, a operação fosse bem sucedida e as investigações avançassem.
Tudo deu certo. Hoje começariam as oitivas dos suspeitos.
Um homem acabou com tudo isto, deu um 'pontapé' em todo um trabalho de meses de investigação.
Um desembargador saiu na madrugada de sua casa, provavelmente ainda de pijamas, para soltar o ex-deputado. Uma total falta de responsabilidade e bom senso. Um desrespeito à polícia, ao MP, ao juiz que decretou à prisão e a sociedade de Mato Grosso do Sul.
Lamentável!

Lívia Martins

Clique aqui e saiba quem foi o desembargador que mandou soltar o ex-deputado
Faça contato e envie denúncias para: liviamartins.jornaldacidade@gmail.com


                              https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline
Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Siga-nos no Twitter!

Notícias relacionadas

Comentários

Mais em Política