Juíza Federal da Bahia determina que MEC suspenda “cortes”

A juíza Renata Almeida, da 7ª Vara Federal da Bahia, acaba de ordenar que o Ministério da Educação - MEC suspenda imediatamente os "cortes" em universidades federais.

Uma violência institucional lastreada pela ignorância do que seja o Erário, as contas públicas e o que vem a ser "contingenciamento".

Separação de Poderes? Ah, esse tal de Montesquieu era só um doido francês.

Independência e harmonia entre Poderes? Mandemos à "PQP" o Art. 2° da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988.

Não espanta que alguém do Poder Judiciário não entenda o que é economia num país em momento falimentar causado por duas décadas de gestão da esquerda odebrechtiana.

Afinal, continuam sendo os maiores salários da República e fazendo licitação para forrar o estômago com medalhões de lagosta ao molho de manteiga queimada, arroz de pato e vinhos premiados envelhecidos em barris de carvalho puro.

O exemplo vem lá de "cimão", não é verdade, Dias Toffoli?!

Gente, como tenho vergonha de tudo isso.

#OBrasilPrecisaDeQuimioterapia

Helder Caldeira

Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista
*Autor dos livros “Águas Turvas” e “A 1ª Presidenta”, entre outras obras.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários