General Santos Cruz sai em defesa da Lava Jato: "A ousadia criminosa no Brasil é absurda e intolerável"

Indignado, General Santos Cruz falou sobre o invasão criminosa dos celulares de membros da Lava Jato:

“Sobre o mérito das conversas, não posso falar nada. Não li. Não tenho tempo para me dedicar a isso e ler comentários sobre o assunto."
"O que eu acho é que a ousadia criminosa no Brasil é absurda e intolerável. A PF precisa ter todos os recursos de tecnologia para uma investigação profunda contra esses criminosos. Se isso for tolerado, nenhum cidadão estará seguro em sua privacidade.”

Através das redes sociais o procurador aposentado e ex-chefe da força tarefa da Lava Jato, Carlos Fernando dos Santos Lima complementou:

"O crime organizado mata policiais porque estão de farda, o crime organizado mata servidores de presídios federais só para espalhar o medo, o crime organizado ataca prédios públicos para espalhar o terror na população, o crime organizado ataca a comunicação entre procuradores, juízes, desembargadores e até do ministro da Justiça para criar versões apócrifas de conversas que atendam o seu interesse.

É preciso parar de achar que estamos no país das maravilhas.

Há muito o crime organizado tomou conta das ruas e da política.

Agora ele quer expulsar a última resistência: delegados e agentes de polícia, promotores e procuradores, juízes e desembargadores, ministros de tribunais superiores e de Estado que ainda os impede da vitória completa.

Se deixarmos esses ataques impunes, iremos ter a transformação do Brasil definitivamente em uma cleptocracia (governo dos ladrões)."

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários