Isis Valverde quebra silêncio do Projaquistão sobre caso Rhuan

Ao quebrar o silêncio do Projaquistão - que não citou em suas matérias sobre o ativismo de esquerda das mulheres responsáveis pela morte do menino Rhuan - a atriz global Isis Valverde se posicionou sobre o caso, criticando veementemente a índole das assassinas.

Veja a publicação da atriz:

"Demorei dias para deglutir tanta maldade e desumanidade. Passei dias com um aperto no peito sem conseguir falar sobre o assunto. Me feriu a alma ler e escutar aqueles dois monstros falando sobre como massacraram esta criança com a maior frieza do mundo! Eu, sendo mãe, não consigo realizar como alguém conseguiu cometer algo tão obscuro como este assassinato. Tive pesadelos envolvendo a história e hoje decidi escrever aqui uma homenagem a esta criança linda, que não escolheu nascer, não escolheu morrer, que não escolheu NADA. Espero que a justiça seja feita nos céus e na terra, afinal, nem um animal irracional mata sua cria. Não consigo imaginar que tipo de seres são estes que fizeram isto com esta indefesa, amedrontada criança. Quanta dor, quanto medo este menino não sentiu!

DEUS receba esta alma com todos os louvores dignos de um ser de luz e que os céus nos ilumine e nos livre de criaturas monstruosas como as que ele conheceu. Amém !!!

RHUAN MAYCON, um anjo que passou pela terra"

Além disso, Isis foi bastante criticada por seus seguidores ao compartilhar uma imagem criticando o feminismo, em que aparecia uma mão segurando o corpo do menino. Com a pressão dos grupos feministas, a atriz apagou a imagem de seu perfil.

Após a polêmica, Isis declarou que postou a imagem por engano e que defende "incondicionalmente o movimento feminista".

da Redação

Comentários