Vídeo que incrimina Gilmar é novamente colocado em discussão (Veja o Vídeo)

O ministro Gilmar Mendes não resistiria a uma Lava Toga, afinal as provas contra a sua atuação tortuosa são robustas.

Entretanto, esse mesmo Gilmar ataca a Lava Jato, o ministro Sérgio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, com base em material obtido de forma criminosa e que não configura o cometimento de nenhuma prática ilegal. Conversas normais entre duas autoridades, que a bandidagem quer impor um peso descomunal, desproporcional e absolutamente sem nexo. E Gilmar faz coro nesse sentido.

Logo ele, que já foi flagrado em conversas que não condizem com a conduta que deve ser adotada por um magistrado. Em certa ocasião combinando favores políticos ao senador Aécio Neves e, num outro caso, prometendo interceder em um processo contra um ex-governador, que, aliás, acabou confessando os seus crimes.

Um outro fato importante que também depõe contra a conduta de Gilmar, é relatado pelo petista Wadih Damous, que confirma encontro com o ministro e revela que ambos são ‘aliados’.

O jornalista Augusto Nunes esmiúça a traquinagem.

Veja o vídeo:

da Redação

Comentários