Bolsonaro nomeia na Funarte diretor de teatro que foi massacrado pela turma do #EleNão

O diretor de teatro Roberto Alvim foi massacrado pela classe artística e intelectual do Brasil por apoiar Jair Messias Bolsonaro.

Hoje, ao assumir a Diretoria de Artes Cênicas da Funarte, será obrigado a cumprir extensa agenda de recepção exatamente a essas pessoas que o massacraram em praça pública até ontem.

É da vida. É atribuição funcional. É do jogo.

Civilidade sempre, amnésia nunca!

Helder Caldeira

Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista
*Autor dos livros “Águas Turvas” e “A 1ª Presidenta”, entre outras obras.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários