Apos 8 horas de embate Moro sai gigante da CCJ do Senado

Acabou.

Quase nove horas.

Oposição já havia batido em retirada na CCJ do Senado.

Moro passou no seu teste de fogo e respondeu a todas as perguntas se esquivando de algumas agressões.

E ainda desafiou os hackers que queriam ajudar Lula e acabar com a Lava Jato. Além de dizer que "entrega o cargo se alguma irregularidade aparecer”.

Sabe jogar xadrez e se antecipou a eventual convocação.

Quase perto do fim, ainda deu uma na mosca ao responder ao senador Telmário Mota, sobre o site de Glenn Greenwald:

“Fiquei com a impressão [de] que eles queriam uma busca e apreensão para posar como mártires da imprensa frente ao malvado governo do presidente Jair Bolsonaro e do ministro Sergio Moro”.

Foi sereno e ao mesmo tempo tranquilo.

Comentários