David Miranda acusa Bolsonaro de homofobia, mas ignora ataque homofóbico de Jean Wyllys (Veja o Vídeo)

A hipocrisia predomina. O mau-caratismo é latente.

Diante de evidências, David Miranda, o companheiro de Glenn, considera ‘estapafúrdia’ a acusação de que o mandato de Jean Wyllys foi comprado.

Entretanto, apoia o gangster americano travestido de jornalista em seus ataques a maior operação contra a corrupção da história. Tudo feito com um objetivo muito claro, conseguir na marra a liberdade do meliante preso em Curitiba.

Da mesma forma, Miranda ataca o Presidente da República Jair Bolsonaro por supostamente ter se referido a Jean Wyllys usando a expressão “menina”.

Veja o vídeo:

Ora, esse mesmo sujeito ignora que no dia anterior o imprestável ex-BBB atacou o filho de Bolsonaro atribuindo-lhe a condição de ‘bicha presa no armário’.

Dois crimes. Homofobia e Difamação.

Quanto a fala do presidente, é bom ressaltar que o próprio Jean em seu tuítes se trata no feminino.

da Redação

Comentários