O mercado financeiro já compreendeu o caminho enquanto "especialistas" insistem no credo catastrófico

Até o Mercado Financeiro — notório rebelde — já compreendeu o caminho e a dinâmica deste nosso tempo. Entretanto, nosso diletos "especialistas" insistem no credo catastrófico.

1. De saco cheio com a insubordinação, Jair Messias Bolsonaro expôs Joaquim Levy em praça pública, levando-o à demissão. Os "especialistas" vociferaram e previram uma tempestade para o dia seguinte. Só que não! A Bolsa subiu, o dólar caiu e o meu cachorro urinou no poste;

2. O ministro Sérgio Moro sujeitou-se a ser interrogado por passistas de quadrilha em audiência no Senado Federal. Os "especialistas", então, previram que o pior aconteceria ao longo do dia. Só que não... de novo! Sem nada a esconder e sem medo de encarar os "juninos", Moro foi crescendo e, com ele, os números da Bolsa, que terminou o dia em alta, acima dos 100 mil pontos. A cotação do dólar caiu a R$ 3,85. Meu cachorro, mais uma vez, urinou no poste.

O que o Mercado Financeiro já entendeu? Simples: que não existe essa história de poste mijando em cachorro.

"Especialistas" seguem em debate abstrato sobre bexigas artificiais implantadas em concreto.

E nós seguimos o baile — não a quadrilha!

Bom feriado a todas(os)!

Helder Caldeira

Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista
*Autor dos livros “Águas Turvas” e “A 1ª Presidenta”, entre outras obras.

Comentários