Verdevaldo e Miranda: separação de corpos ou o fim do mandato parlamentar?

Verdevaldo não pode voltar aos EUA, senão corre sérios riscos de ser preso; e ele não vai poder ficar aqui no Brasil por muito tempo, senão será preso. Vai ter que se mudar para a Rússia, onde seu amigo Snowden já vive, e onde conta com o “guarda-chuva” de Putin.

Mas e aí? Como o Deputado David Miranda, o par (o “plus one”) do Verdevaldo, vai exercer o mandato parlamentar, lá da Rússia?

Ora, seja nas estepes russas, seja nas margens do Rio Volga, seja nos Montes Urais, ou mesmo em São Petersburgo ou Moscou, não importa: tudo na Rússia é muito longe de Brasília, e em dia de votação no Congresso não vai dar para o psolista ser deputado federal por Skype.

E agora? Existe “suplente do suplente”?

O que acontecerá com o mandato do par do Verdevaldo?

Comentários