TCE

Grupo Bandeirantes cai numa cilada ante a irresponsabilidade de Reinaldo Azevedo

O Grupo Bandeirantes de Comunicação, historicamente reconhecido por sua responsabilidade editorial e profissionalismo, caiu numa cilada ao permitir que um de seus contratados fechasse parceria com um tabloide digital para divulgar notícias falaciosas baseadas no produto de atos criminosos.

O tabloide, com autorização do colunista, está usando a Rádio BandNews FM para tentar "lavar" a sujeira grossa que envolve a suposta obtenção de dados privados roubados dos telefones celulares de Ministros de Estado, Magistrados e Procuradores da República.

Na manhã desta sexta-feira (21), a força-tarefa da Operação Lava Jato, Ministério Público Federal - MPF, divulgou uma nota oficial duríssima contra o colunista do Grupo Bandeirantes de Comunicação. Eis um trecho contundente:

"Além de desrespeitosa, mentirosa e sem contexto, a publicação de Reinaldo Azevedo não realizou a devida apuração, que, por meio de simples consulta aos autos públicos acima mencionados, evitaria divulgar movimento fantasioso de troca de procuradores para ofender o trabalho e os integrantes da força-tarefa. Como o site 'The Intercept Brasil', de quem se diz parceiro, Reinaldo Azevedo, de modo tendencioso, tentou criar artificialmente uma realidade inexistente para dar suporte a teses que favoreçam condenados por corrupção e lavagem de dinheiro na Lava Jato."

Trocar credibilidade por audiência é um equívoco brutal. Especialmente quando um pessoa macula e coloca em xeque décadas de consagrada história. Lamentável.

#ÉaLama

Helder Caldeira

Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista
*Autor dos livros “Águas Turvas” e “A 1ª Presidenta”, entre outras obras.

Comentários