Ministro de tribunal superior "desafia" o STF a julgar Moro e Gilmar

Segundo a Crusoé, um ministro de um tribunal superior, atuante em investigações contra políticos, declarou, de forma irônica, que seria oportuno se o Supremo Tribunal Federal (STF) julgasse o episódio do ministro da Justiça, Sérgio Moro (que, segundo a oposição, não julgou a condenação de Lula imparcialmente), juntamente com os casos em que Gilmar Mendes esteve envolvido com partes em processos.

"Não seria o caso de o STF julgar o episódio do Moro junto com os dois ou três do Gilmar?" - questionou o ministro.

Alvo de diversas polêmicas e pedidos de impeachment, Gilmar Mendes não recebe a devida atenção por parte da extrema-imprensa.

No pedido de impeachment protocolado pelo jurista Modesto Carvalhosa, há 32 casos de quebra de responsabilidade e falta de decoro do ministro que podem ser entendidos como crime de responsabilidade.

Mas para a mídia vermelha e marrom, 'criminoso' mesmo é Sérgio Moro, protagonista de conversas vazadas ilicitamente, sem qualquer garantia de autenticidade, mas que demonstram tão somente a sua perseverança na luta contra a corrupção.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários