Bolsonaro e Moro decretam a morte da esquerda, da velha política e da corrupção (Veja o Vídeo)

O Brasil definitivamente mudou!

É só observar. Há um declínio total e irreversível das lideranças e das estruturas da velha política, que comandou o sistema político no Brasil por décadas.

Quem sobrou na esquerda, PT, PDT, PSOL? Quem sobrou no PSDB, DEM, PP e no PMDB? Quem conduz as poderosas máquinas partidárias e eleitorais dos velhos Partidos que aparelharam o Estado brasileiro para pilhar e enriquecer com base nas velhas práticas do toma lá dá cá?Que nomes dessas agremiações partidárias sobreviveram como opção ao eleitor brasileiro no curto prazo?

Ninguém! Absolutamente ninguém! Morreram todos! E quem ainda agoniza vai morrer também! A velha política está morta!

De outro lado, surge a nova política com novas lideranças que a cada dia que passa encantam, transmitem mais segurança e confiança à Nação: Bolsonaro, Mourão, Moro, Guedes, Deltan Dallagnol, Governadores, novos Senadores, Deputados.

Uma completa renovação nos quadros políticos brasileiros.

E, por mais que as velhas estruturas e a mídia comprometida tenham tentado nesses 6 primeiros meses de 2019, não conseguiram influenciar a opinião pública.

A população percebeu e desmontou todas as armações e todas as arapucas armadas pela bandidagem.

A última delas, foi essa criminosa quebra de mensagens do Ministro Sérgio Moro. Coisa de bandidos desqualificados e desesperados!

Só que o que foi ardilosamente armado para ser um escândalo, se revelou uma dádiva. Moro entrou no Senado grande e saiu gigante.

Se a população já confiava nele e na operação Lava-Jato, passou a ter a meridiana certeza de que tudo está certo, que tudo foi republicano e que as quadrilhas estão com os dias contados.

E Bolsonaro colhe os frutos da escolha do bom caminho e da excelente seleção que fez dos seus Ministros. Sem negociação com a bandidagem!

As estruturas corruptas acusam o golpe. O Congresso começa a perceber que a massa não vai recuar e que as reformas terão que acontecer, sob pena de consequências muito sérias.

Primeiro a previdência, depois o combate à corrupção e ao crime organizado. Depois as outras. Uma a uma. Virão todas.

A grande imprensa cooptada começa a se adaptar aos novos tempos, com o fluxo do dinheiro fácil fechado, vieram as demissões em massa, mudanças nas linhas editoriais e desligamento de profissionais comprometidos e sem isenção, como foi o caso de Paulo Henrique Amorim e Raquel Sherazade, colocados na geladeira na Record e no SBT, e a demissão do controvertido Marco Antônio Villa da Jovem Pan.

Além disso, caiu como uma bomba, neste dia 26/06/19 a entrega do sistema de estruturação da corrupção da Odebrecht, via o back-up que estava na Suíça. Não vai ficar pedra sobre pedra.

O governo tem base popular sólida, atenta, participativa e que não recua. Dia 30 novas manifestações. Povo na rua.

As seguidas armações para livrar Lula (o corrupto) da cadeia seguem sendo um retumbante fracasso.

Nem mesmo a atuação indecente de três suspeitosíssimos Ministros do STF (Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski) conseguiram afrouxar as algemas do ex-presidente.

Estamos vivendo dias históricos, de avanços que estão levando o Brasil ao caminho escolhido pela maioria.

A população acordou. Sabe o quê quer! Sabem quem quer! Sabe o que não quer! E sabe o quê e quem nunca mais poderá voltar!

Assista ao vídeo:

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

Comentários