Sob chefia de Moro, Polícia Federal prende suposto laranja do PSL

Assessor do ministro do Turismo é preso em operação que investiga candidaturas laranjas do PSL

Sabem o ex-juiz e atual titular do Ministério da Justiça e Segurança Pública, acusado de ser "parcial" por uma quadrilha do colarinho-branco?

Pois é... um dos temores dessa turma era que, agora como chefe da Polícia Federal do Brasil, ele continuaria a ser "parcial", impedindo operações contra membros e aliados do Governo Bolsonaro.

Só que, na manhã desta quinta-feira (27), a PF caiu em cima do Partido Social Liberal - PSL, legenda do presidente Jair Messias Bolsonaro, naquele esquema do "laranjal" e até prendeu assessores do Ministério do Turismo.

Não está fácil pra ninguém...

Helder Caldeira

Escritor, Colunista Político, Palestrante e Conferencista
*Autor dos livros “Águas Turvas” e “A 1ª Presidenta”, entre outras obras.

Comentários