Glenn, além de criminoso, é incompetente e atrapalhado e Omidyar certamente está possesso

O bilionário Pierre Omidyar sabidamente tem fortes ligações com o pseudo jornalista americano Glenn Greenwald.

Segundo a Revista Veja – nova comparsa de Glenn – é Omidyar quem financia os ataques do site The Intercept contra o ex-juiz Sérgio Moro e a Operação Lava Jato.

Certamente, dinheiro não faltou. Porém o que se vê presentemente é o jornalista americano indo rumo a mais completa desmoralização, sem mais nenhuma credibilidade.

O site O Antagonista batizou com precisão e sarcasmo a encenação de Glenn: “The Aloprado Dossier”

Sobre as últimas mensagens, anunciadas como uma “bomba”, diz o seguinte:

“Glenn Greenwald primeiro atribuiu a nova troca de mensagens ao procurador Ângelo Villela, depois disse que seria Ângelo Augusto Costa. A interlocutora, segundo Glenn, era Monique Chequer, a quem o americano atribui lotação na Procuradoria em Osasco – local onde Checker nunca trabalhou.
Mas quem tem lotação original em Osasco? Justamente o procurador Ângelo Villela, retirado da matéria por “erro de edição”. Villela, como é de conhecimento público, foi preso pela Operação Greenfield, do MPF em Brasília, vendendo informações privilegiadas à JBS.
Não se trata, portanto, de erro de edição. Mas de manipulação (e atrapalhada) com claro objetivo político.”

Em suma, deu tudo errado. Omidyar deve estar possesso.

Não tolera jogar dinheiro fora...

da Redação

Comentários