Só Poesias: Diário

Guardo em mim segredos. Chave poderá abrir. Deixo a porta aberta. Mas poucos podem entrar.

**Diário**

Guardo em mim segredos.

Chave poderá abrir.

Deixo a porta aberta.

Mas poucos podem entrar.

Fulgentes são os que não se sujam facilmente,

Os que ouvem, os que choram,

Agasalhando de alguma forma.

Da janela do meu quarto posso ver o sol,

O céu, as nuvens,

Mas não sei quando vai chover,

Por isso sei que sou ser humano.

Não sei todas as coisas.

O que pra muitos pode ser pouco.

Pra mim é o necessário.

Olho os olhos dos sábios.

Quero um giz,

Vou brincar de amarelinha.

Aprendi que idade são apenas anos,

Data comemorativa.

Comemoramos todos os anos um novo ano.

Por que não comemorar todos os dias

Uma nova vida?

Papel em branco.

Loucura ou inteligência?

Escrever uma poesia,

Onde só o coração possa ler,

Pra mim e pra você,

Pois o sonho mais distante

Pode ser o que está mais perto.

Como saber?

Uns falam muito porque não ter nada a dizer.

Para os que ouvem tiro meu chapéu.

Se quiser dizer alguma coisa aproveitável,

Peço que venha me encontrar.

Tornei-me aluno. Fiz-me pequeno.

Muitas coisas aprendi.

Quanto mais pergunto, mais eu sei.

Com letras de ouro,

Em linhas de prata, em um caderno anotei.

Joguei fora as folhas velhas.

Partes importantes guardei.

Hoje estou mais perto de saber o que não sei

Muitos querem saber várias coisas.

Quero saber o alfabeto das coisas belas,

Seu nome sem vírgulas,

Pois se conhecer você,

Vou poder decidir algumas coisas.

Outras coisas decidem por si mesmas.

Direi quem eu sou,

Quando você mostrar-me quem você é.

Desenharei a minha imagem.

Meu segredo, uma das chaves.

Basta responder, quando ver,

Com qual das partes você irá ficar.

Se for meu coração,

Pode ter certeza que terá.

Se não for, peço desculpa,

Pois amor por mim não há.

*Anderson Gouvêa*

**O meu segredo**

Tenho um crânio pesado,

Pois esta carregado de sonhos.

Tenho a alma ansiosa,

Pois quer revelar, o que não pode falar.

O coração esta aflito,

Pois sufoca com um segredo,

Que me provoca atrito......

......E do nada

Tornaste-te a saudade,

Esse sentimento,

Que sem braços aperta de vontade.

Tornaste-te a ilusão,

Uma luz enlouquecida

Que me acende o coração......

......Paixão,

Se ao menos soubesses,

Tudo o que, ainda,

Não te pude dizer......

Se ao menos recebesses

As minhas mãos,

Que te procuram tocar......

Se sentisses, um pouco, o vento

Que insististe em empurrar

Só para me fazer chegar......

Tenho gestos por exprimir,

Impulsos que ando a retrair,

Gostava,

Que me guardasses

No teu peito, como um sopro.

Que escondesses,

O teu rosto no meu

E pudesses, por fim,

Pintar de amor

Os meus olhos sem cor

.*RP/Rogério Carreira*

TE PEÇO APENAS!

Que me deixes entoar canções

e cantar com meus encantos

e desencantos a tua distante

ausência!

Que me deixes embalar

teu sono e nas minhas

fantasias estar sempre

contigo sem que tua imagem

ao amanhecer desapareça

com as estrelas!

Que me deixes sonhar contigo

e neste sonho realizar

o que sinto

viver o imaginado

sem qualquer dor e

medo de acordar!

Que me deixes amar-te

calada...quieta

para que eu possa chorar

os meus dias tão frios

e tristes sem ti!

Te peço apenas

que sejas o meu espelho

para que eu possa refletir

em ti esta febre de minha alma

dizer-te o que nem imaginas...

e nem te importas!

*Celina Vasques*

**EXAME**

Este nó apertado no peito

Esta dor sufocante…

…Um estado de ansiedade

Um retrato perfeito

Desta pobre alma errante

Que por ti grita!… Clama!

Desesperada e perdida

No emaranhado atordoante

Dos labirintos da vida

No pensamento…

És constante!…

…Permanente!

Imensurável é a saudade

Impossível quantificar

O que o coração sente

Quando se ama…

Assim!...

…Com tamanha intensidade

*Conceição Carraça*

**NO TEU OLHAR O AZUL É SER DIFERENTE**

No teu olhar, esbugalhado, escorre

Matizes tantas: arte de uma torre,

Que transborda oceano de sentimentos,

Que remete impressionantes momentos.

No teu olhar, o azul é ser diferente,

Gravuras raras: arte de uma patente,

Que espelha inúmeros signos de ciclos de vida,

Que remete experiência única vivida.

No teu olhar leio grafia, celeste a lápide,

Que transporta aos céus, vasta poção anil mar,

Que remete o passado em abastada efeméride.

No teu olhar sinto fluentes rios, almiscarados,

Que respiram ventos de muito amar,

Que remete o presente em escritos enamorados.

*® Maria Pessoa/(pseudónimo)*

**DENTRO DO ESPELHO**

Olho para dentro do espelho

Em busca do meu eu perdido

Que parece ter se escondido

De mim como tênue neve

Olho para dentro do espelho

Em busca da minha identidade

Que se diluiu quase por inteiro

Olho para dentro do espelho

E fixo num eu apagado feito

Borrão danificado, que nem

Se reconhece mais

Olho para dentro do espelho

E chego a chamar por mim ,na

Esperança de me encontrar inteira

Olho para dentro do espelho

E penso que finalmente terei

Alcançado a luz que perdi,porque

Percebi ,que voltasses para mim.

*Noeli de Carvalho*

**SE NÃO HOUVER AMANHÃ**

Se não houver amanhã sem nós,

Não fiques triste.

Se não houver amanhã sem a nossa união,

Não desesperes.

Porque o amor que existe nos nossos corações

Percorreu gerações e gerações

E nem assim se despegou do nosso peito.

Todos os dias eu ao aconchegar-me no leito,

Na solidão do meu quarto deixo correr uma lágrima,

Meu pranto, o meu amor por ti.

O teu amor não desgruda de mim.

Relembrando os tempos de outrora,

Amor que não se vai embora

E que a saudade não esqueceu.

Amor que permanece,

Corações que o tempo não arrefeceu!

*Celeste Leite*

**Quero te abraçar**

Ouvindo uma música linda neste momento,

me transporto para algum lugar no passado

onde ainda tem muito de nós guardado

e eu sinto uma enorme vontade de reviver.

E te sonho, nos meus sonhos,

eu vejo o seu rosto sorridente em meio à escuridão

enquanto tudo eu quero é apenas um abraço teu

E abraçados, dançarmos em silêncio

ao ritmo dos nossos corações que é uma canção

feita de poesias, de palavras soltas, livres

que voam enfeitando o céu.

Descortinando o véu desta minha timidez,

eu quis ouvir você cantando neste quase manhã

aquela música que escolhemos para nós dois.

És linda, com os teus cabelos bailando no ar

como folhas soltas ao vento nas tardes de outono.

Os teus olhos negros cerrados, enquanto dança

lembrava-me uma prece silenciosa.

E assim, mesmo em sonho vejo que te amo ainda

e não quero jamais acordar.Abraço fortemente os meus sonhos, quero vive-los

Porque hoje amor, eu quero te abraçar sem parar,

e te sentir em mim.

*Joe Luigi* 

**O que eu não te falei…**

Em ti pensei…

Relembrei

O que não te falei…

Foi o momento

Em terno sentimento

Que em mim enxerguei…

Mas não te falei…

Então vieram as memórias

De outras longas histórias

De momentos inolvidáveis

Realidades inquestionáveis

Mesmo assim eu me calei…

E não te falei…

Esta página então virei

De todos os sonhos que não sonhei

E que em mim guardei…

E não te falei…

Deixei de te falar de amor

Porque no coração tinha dor

E deixei de te falar

O que para mim significa amar…

Ainda assim não desisti

De viver o que não vivi

De amar o que não amei

E de falar o que não falei…

Falar de amor… agora sei

Que não devo nunca calar

O que é para mim amar…

*Teresa Costa*

**MEU JEITO DE SER**

Tenho me vestido e me revestido de autenticidade

Mostrado o meu lado mais puro e verdadeiro

A minha sensualidade nunca ultrapassa os limites

E a minha sensibilidade muitas vezes é exagerada

Mas não sou como cristal

Que não pode ser quebrado

E nem como uma seda,

que não pode ser rasgada

Tento evitar os meus conflitos e questionamentos

Tento viver tudo em seu tempo

Quem tenta me conhecer, vê em mim uma barreira

Mas quando se torna íntimo

Me encontra sem fronteiras

Muitas vezes pago "mico" e dou "bandeira"

Para as coisas que me cercam

E me chamam atenção

De início, não olho nos olhos,

Me sinto tímida, então desvio a minha atenção

Mas quando passa a timidez, encaro com discrição

Um olhar de ternura me atrai,

Mexe comigo e me sucumbe

Tento absorver os meus próprios sentidos

E decifrar os meus enigmas

Sem nenhum estigma

Sou um poço de emoção

Me transtorno, me exalto

Quando me perturbam o coração

Mas fecho os olhos e coloco cada coisa em seu lugar

Então retorno ao meu eu e volto a me habitar

Gosto do jeito que sou e não pretendo mudar

E quem se propuser a me amar

Assim vai ter que me aceitar

*Sandra Leone*

* "PESSOAS ESPECIAIS"*

As pessoas especiais são aquelas

Que têm a habilidade de dividir

Suas vidas com os outros...

Elas são honestas na palavra e nas atitudes, são sinceras e compassivas,

E sempre dão por certo que o amor é parte de tudo.

As pessoas especiais são aquelas

Que tem habilidades para doar aos outros,

e de ajudá-los com as mudanças que surgem em seus caminhos.

As pessoas especiais são aquelas

Que se permitem o prazer de estar

próximo aos outros e se importam com a felicidade deles.

Elas vieram para entender

Que o amor é o que faz a diferença na vida.

As pessoas especiais são aquelas

Que realmente tornam a vida mais bela!

procuramos tanto algo que se chama

felicidade que nessa busca não percebemos quantas vezes fomos felizes.

Queremos tanto

o impossível, que não percebemos quanta coisa ainda é possível.

Sonhamos tanto com os

melhores momentos, que só percebemos quando eles já se foram.

Por isso viva somente o

presente aproveitando ao máximo todos os momentos felizes que te acontecerem.

Dos momentos tristes, guarde somente a experiência que eles deixarem.

Porque as tristezas

deverão ser apenas intervalos entre as alegrias...

*vivischuler*

Maria Catherine Rabello

Pernambucana, amante da poesia. “Amo minha vida e todos que fazem parte do meu mundo. Poesias são sonhos vividos, lembrados ou desejados. Poesia acalenta a alma e o coração. Sonhar é viver, viver feliz! Amo poesias, poesias de amor sempre! Sou sonhadora e feliz. Meus rabiscos são meus segredos, meu baú de sentimentos. Apresento lindas poesias de muitos corações iguais ao meu. Amar sempre!

Mais de Maria Catherine Rabello

Comentários

Mais em Mundo da Poesia