Glenn novamente passa vergonha ao mencionar o Papa como apoiador de sua farsa (Veja o Vídeo)

Segundo o jornalista de mão única Glenn Greenwald, o Papa Francisco teria denunciado que Sérgio Moro foi parcial.

Mas que nada!

O vídeo invocado pelo militante norte-americano é de janeiro deste ano, ou seja, muito anterior à divulgação das balas de festim do tal Intercept.

Portanto, interpretar o pronunciamento de Sua Santidade como gesto de apoio à divulgação de conversas criminosamente hackeadas revela que o escândalo da Vaza Jato não passa, como diz o Ministro Moro, de um balão vazio.

Mesmo assim, e até por isso mesmo, não podemos deixar de exigir que o crime de invasão de dispositivo informático seja devidamente apurado, assim como processados os seus autores, a quem não deve socorrer a garantia constitucional do sigilo da fonte jornalística.

A propósito, subscrevemos integralmente o que disse o brilhante J. R. Guzzo na edição de ontem d’Os Pingos nos Is, da Jovem Pan, sob a batuta do também grande jornalista Felipe Moura Brasil.

Assistam, pois isso é que é imprensa de verdade.

(Texto do jurista Modesto Carvalhosa)

Veja o vídeo:

da Redação

Comentários