Cara de pau! Cunha arruma parecer de escritório suíço sustentando inexistência de conta

O deputado Eduardo Cunha, ainda presidente da Câmara Federal, conseguiu um parecer de um escritório de advocacia suiço que sustenta que ele não é titular de conta no banco Julius Bär.

A defesa fará uso do documento para contestar que ele mentiu ao dizer, na CPI da Petrobras, que não tinha “qualquer tipo de conta em qualquer lugar que não seja a conta que está declarada no Imposto de Renda”.

Os advogados de Cunha irão insistir na tese de que ele era beneficiário de “trusts” na Suíça, que não precisam ser declarados à Receita Federal.

Mesmo assim o parecer faz uma ressalva dizendo que "pelas informações disponíveis e do ponto de vista da legislação do país, ele não é titular de conta bancária individual ou conjunta”.

O simples parecer de um mero escritório não deve ter qualquer relevância na decisão dos deputados. Parecer é uma opinião. Opinião pode ser adquirida ou negociada. Em sendo Cunha a parte interessada, tudo é possível.

                                 https://www.facebook.com/jornaldacidadeonline

Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o site do Jornal da Cidade Online. 

da Redação

Comentários