A Rede Globo tenta em vão criar uma liderança de proveta

A Rede Globo - em todas as suas emissoras - lançando loas pegajosas em cima de Rodrigo Maia. Tratam o “Botafogo” como se fosse o dom João VI.

De todos os lados, é atribuído ao líder do “centrão” os lauréis pela aprovação da reforma da previdência. Querem criar uma liderança de proveta. A única saída para o regresso do regresso.

Vamos devagar com o andor, pois o Santo quer fazer xixi.

Primeiro, opinião é que nem popô, cada um tem o seu. E esses “comentaristas” são só comentaristas. Nada mais que isso! Não tem votos, não mobilizam e não tem necessariamente, qualquer credibilidade.

Comentaristas pagos para comentar de acordo com o pensamento e a orientação dos patrões que odeiam os novos tempos e as novas experiências inovadoras de gestão.

Portanto, não são gurus! Nem oráculos. Chegaram a dizer que o presidente Bolsonaro foi periférico na vitória de ontem. E que os 4 Presidentes anteriores não conseguiram aprovar as medidas de reforma previdenciária por não contar com apoio popular. E que esse apoio popular, a atual composição do Congresso conseguiu construir.

Ora, ora, ora! Bolsonaro é quem tem apoio popular. E é forte! E faz um governo sério, que cumpre todos os compromissos de campanha. E foi quem mandou ao Congresso a reforma. A população acreditou e foi para as ruas fazer pressão. E o Congresso se curvou, pois se não fizesse o que tinha que ser feito, voavam! Literalmente tiveram que engolir!

Então, a reforma tem papai. Seu nome? Jair Messias Bolsonaro!

Todos os outros, que tentam induzir a conclusões diferentes, são simples filhos de mães com pais desconhecidos acostumados aos tempos dos governos “cabarés”!

Mas que fique claro que em baile de meretrizes não se pode ir vestido de freira! Por isso, nada de aliviar.

Com essa gente, rédeas curtas, espora na bota e mango na mão!

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

Comentários