Drama de um País corrupto (Teatro protagonizado por PT, petistas e adjacências)

1. Ah, Verdevaldo, és um rematado picareta. Teus feitos não te colocam perto de um Lula - o ‘Princeps Corruptorum’ - por exemplo, mas teu caráter é certamente da mesma natureza torpe.

Deve ser por isso que as esquerdas, petistas à frente, te adoram:

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/15471/perito-renomado-diz-que-audio-e-textos-aprese...

2. Já que se fala sobre picaretas e picaretagens (ou seja sobre petistas e PT), vejam mais esta:

https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/15466/stj-decide-que-apresentadora-do-boletim-lula-...

3. Ainda, tocando o mesmo diapasão de picaretas & picaretagens, verifica-se agora que a campanha LULA LIVRE foi uma espécie de mini-mensalão, ou mini-petrolão, lógico que em escala infinitamente inferior.

Mas a toada é a mesma: dinheiro público para financiar picaretagens:

https://istoe.com.br/dinheiro-publico-banca-o-lula-livre/

4. Não resisti e tasco, meio fora do contexto, a fotomontagem abaixo:

E já que saí do mesmo do contexto, seguem mais algumas frases históricas que se confirmam todos os dias:

MARGARETH THATCHER:

a. “O socialismo dura até acabar o dinheiro dos outros.”

b. “O problema com o comunismo é que um dia o dinheiro dos outros acaba.”

c. “Os socialistas gritam ‘Poder ao Povo' e erguem o punho cerrado enquanto o dizem. Todos nós sabemos que o que realmente querem dizer é ‘Poder sobre as pessoas, Poder ao Estado’.”

d. “Tentar curar a doença britânica [ou brasileira] com socialismo seria como tentar curar leucemia com sanguessugas.

e. “Parece-me bem claro que o Brasil não teve ainda um bom governo, capaz de atuar com base em princípios, na defesa da liberdade, sob o império da lei e com uma ADMINISTRAÇÃO PROFISSIONAL.” [Margareth Thatcher morreu antes da assunção ao governo de Jair Bolsonaro. Se vivesse hoje, certamente destacaria a mudança. Nota minha, J. J. de E.]

ROBERTO CAMPOS:

a. “Para Karl Marx a ditadura do proletariado seria apenas um estágio na evolução dialética. Abolidas as classes e a propriedade privada, assistiríamos ao "fenecimento do Estado" e a floração da liberdade. Infelizmente Marx era bom filósofo, medíocre profeta e mau político.”

b. “Definitivamente, Deus não era comunista, pois não fez os homens iguais.”

c. “Deus errou, limitou a inteligência e não limitou a burrice.”

d. “PT é um partido de trabalhadores que não trabalham, estudantes que não estudam e intelectuais que não pensam.”

e. Fui um bom profeta. Pelo menos, melhor que Marx. Ele previra o colapso do capitalismo; eu previ o contrário, o fracasso do socialismo.

José J. de Espíndola

Engenheiro Mecânico pela UFRGS. Mestre em Ciências em Engenharia pela PUC-Rio. Doutor (Ph.D.) pelo Institute of Sound and Vibration Research (ISVR) da Universidade de Southampton, Inglaterra. Doutor Honoris Causa da UFPR. Membro Emérito do Comitê de Dinâmica da ABCM. Detentor do Prêmio Engenharia Mecânica Brasileira da ABCM. Detentor da Medalha de Reconhecimento da UFSC por Ação Pioneira na Construção da Pós-graduação. Detentor da Medalha João David Ferreira Lima, concedida pela Câmara Municipal de Florianópolis. Criador da área de Vibrações e Acústica do Programa de Pós-Graduação em engenharia Mecânica. Idealizador e criador do LVA, Laboratório de Vibrações e Acústica da UFSC. Professor Titular da UFSC, Departamento de Engenharia Mecânica, aposentado.

Comentários