Erro de edição da Folha revela dado crucial: Deltan doava ganhos de palestras para entidades anticorrupção

A Folha em sua caminhada nefasta em parceria com o submundo do crime representado pelo pseudo jornalista Glenn Greenwald e a sua patota do famigerado site The Intercept, neste domingo (14) promoveu a deturpação de mensagens roubadas com um objetivo específico: destruição de uma reputação construída com um trabalho verdadeiramente nobre e patriótico, contra a corrupção. Destruição da reputação de Deltan Dallagnol.

O título:

Deltan montou plano para lucrar com fama da Lava Jato, apontam mensagens.

Mentira deslavada. A própria matéria desmente a picaretagem editorial.

No afã de conseguir rapidamente elementos que possibilitem soltar na marra o homenzinho que cumpre pena em Curitiba, os dois parceiros, Folha e The Intercept, cometem um erro crucial, que desmonta toda a narrativa da esdrúxula matéria.

Uma das mensagens divulgadas demonstra claramente a destinação que Dallagnol dava para os valores obtidos com as suas palestras.

“custos decorrentes da Lava Jato ou destinação a entidades anticorrupção”.

Sim, Dallagnol utilizava o dinheiro que ganhava com o seu trabalho em suas palestras, em custos decorrentes da Lava Jato ou em doações para entidades anticorrupção.

Quer atitude mais louvável?

Para quem tiver paciência de analisar tudo com atenção, verá que os criminosos acabam dando um aval de bom caráter, dignidade e patriotismo ao procurador.

da Redação

Comentários