Quem deve teme e Glenn já prepara retórica para quando for desmascarado pela PF

Glenn está totalmente perdido.

A rigor, o pseudo jornalista não conseguiu encontrar nada que depusesse contra a conduta do juiz Sérgio Moro e dos procuradores da Operação Lava Jato.

Vive de uma verborragia fabricada, mas que a cada capítulo é desmontada e não consegue fornecer subsídios para a soltura do homenzinho preso em Curitiba.

Fica claro que a montanha realmente pariu um rato.

Paralelamente, Glenn está sendo acuado pelos próprios petistas, que cobram o suposto material capaz de soltar Lula.

Além disso, o americano vive o medo de uma eventual ação da Polícia Federal, esse talvez o seu maior temor.

Esse medo ele revelou nesta segunda-feira (15), quando antecipa a defesa para o caso de uma eventual prisão do hacker que lhe forneceu o material, vez que sabe que o cerco da PF está se fechando.

Eis o que publicou Glenn:

“Diversas fontes disseram ao Intercept que a PF, durante o afastamento de Sergio Moro, está considerando realizar uma operação que teria como alvo um suposto hacker, que supostamente seria a fonte do arquivo. Esse suposto hacker seria estimulado a confessar ter enviado o material ao Intercept e que esse material teria sido adulterado.”

O site O Antagonista desvendou a situação com absoluta precisão:

“Em primeiro lugar, Verdevaldo não tem fontes na PF.
Em segundo lugar, a PF nunca fez e nunca fará esse tipo de coisa. Se o hacker for preso, é porque ele cometeu um crime.
Em terceiro lugar, a quantidade de vezes que Verdevaldo usou o termo “suposto” indica que ele já está tentando se proteger.”
da Redação

Comentários