Juridicamente, procurador humilha Cristiano Zanin

A cota do Ministério Público contra o pedido do advogado de Lula para anular a condenação do triplex já foi apresentada ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O autor da peça do MP desqualificou o recurso de Cristiano Zanin, demonstrando com facilidade a absoluta debilidade do conteúdo apresentado.

De acordo com o procurador Nívio de Freitas, o trêfego advogado do meliante preso em Curitiba, limitou-se a lastrear o seu recurso com “referência às notícias veiculadas na imprensa com os respectivos links das matérias na nota de rodapé da petição, na qual, ainda, constam somente alguns dispositivos legais e precedentes judiciais”.

Na sequência, o procurador demonstra que Zanin não trouxe qualquer prova efetiva no sentido de embasar o seu pleito.

Noutras palavras, o advogado como se diz no popular, tão somente ‘encheu linguiça’.

Enfim, o petitório de Zanin é horroroso, medíocre.

Esse moço é uma demonstração inconteste de que não é necessário ser competente para ganhar dinheiro.

da Redação

Comentários