Jornalista pega na mentira o editor e flagra equipe do The IntercePT tramando adulteração (Veja o Vídeo)

O jornalista Oswaldo Eustáquio conseguiu colher um material que demonstra de maneira inequívoca que o The IntercePT não realiza trabalho jornalístico. A atuação de Glenn Greenwald, Leandro Demori e a trupe do site dá mostras claras de que o The Intercept se trata de um dos tentáculos de uma verdadeira organização criminosa que age deliberadamente com o objetivo de destruir a maior operação contra a corrupção já realizada em todo o mundo, a Operação Lava Jato.

Abaixo, dois vídeos interessantes e elucidativos produzidos pelo jornalista.

Inicialmente, ele participa de uma coletiva com o dito editor do The Intercept, o jornalista filiado ao PSOL, Leandro Demori.

Eustáquio faz as pernas de Demori bambear. Até que asseclas do tal editor saem em seu socorro, impedindo a continuação das perguntas. Ademais, as respostas de Demori são vagas. Ele responde fazendo perguntas, sem prestar qualquer esclarecimento.

Veja o vídeo:

Porém, Eustáquio que é verdadeiramente um ‘jornalista’, não se deu por satisfeito. Empreendeu uma verdadeira perseguição na equipe do pilantra americano e logrou conseguir uma verdadeira confissão das adulterações realizadas nas conversas roubadas.

Sem que Leandro percebesse que estava sendo gravado, Eustáquio flagrou o rapaz dizendo o seguinte:

“Tava tudo errado. O que por exemplo estava errado? Tudo tava errado. Nomes, data, blocos, citação. Tudo errado.”

O que estava errado, segundo o editor do The Intercept, e que coloca em xeque o material que está sendo divulgado, é que tudo, além de adulterado, é fruto de um crime e viola de forma direta o artigo 154 do Código penal brasileiro.”

Todo o material colhido pelo jornalista Oswaldo Eustáquio já foi entregue para a Polícia Federal.

Veja o vídeo:

da Redação

Comentários