URGENTE: Grupo terrorista planeja matar o presidente Bolsonaro

Um grupo terrorista, que se intitula 'ecoterrorista' tem planos concretos para assassinar o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro.

O grupo já teria realizado ações violentas em “defesa” do meio ambiente e se diz, além de “ecoterrorista, “anticristão”.

Os terroristas estão atuando no Brasil e são procurados pela Polícia Federal. A notícia foi publicada pela revista Veja que divulgou alguns atentados cometidos pelo grupo em Brasília.

Os terroristas planejam atentados contra o presidente, membros do governo e do STF. Líderes de outros grupos como a Sociedade Secreta Silvestre (SSS) – que pertence ao grupo "Individualistas que Tendem ao Selvagem" (ITS) – disseram à revista que eles só estão esperando uma brecha para atacar o presidente.

Os terroristas pretendem também atentar contra vida do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a ministra Damares Alves, um ministro do STF e um membro da família desse magistrado (o nome não foi divulgado).

Os grupos são originários do México e têm representantes na Argentina, Chile, Espanha e Grécia.

Esse pode ser classificado como um ataque a soberania brasileira, que pode acionar a Lei de Segurança Nacional.

A notícia foi confirmada pelo presidente, Bolsonaro, na manha desta sexta-feira (19) e o Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI) já tinha conhecimento do caso.

Um relatório da Polícia Federal mostrou que o grupo já teria queimado dois carros do Ibama e uma bomba colocada pelo grupo na porta de uma igreja próximo ao Palácio do Planalto, havia sido desarmada.

Na sede do Ibama, em Brasília, a polícia localizou fragmentos de uma bomba caseira.

O grupo assumiu a autoria do atentado e anunciou que o próximo alvo será o ministro Ricardo Salles.

Edivaldo de Carvalho

Empresário. Atuante há 25 anos no mercado gastronômico.

Comentários