O homem bomba

Que os governos do Partido dos Trabalhadores foram os mais corruptos e recheados de maracutaias desde que Cabral pisou por aqui já estão todos calvos de saber.

E não é uma constatação brasileira. É mundial.

O guru do PT, luladasilva, conseguiu uma façanha internacional - o de promover a corrupção e a maracutaia a um nível estratosférico, um recorde de sacanagem e roubalheira.

Para os céticos que ainda relutavam em enxergar as dimensões e o alcance da patifaria petista que contaminou como um câncer maligno todo o sistema financeiro do país faltava apenas o carimbo na testa.

Esse carimbo hoje é colocado, sem a menor sombra de dúvidas, pelo brother do homenzinho preso em Curitiba, o ex ministro Antonio Palocci.

Numa conturbada delação premiada, várias vezes adiada, Palocci finalmente explode o PT de dentro para fora, ao afirmar que os principais bancos do país fizeram doações milionárias para as campanhas de lula e dilma em troca de favorecimento e outros bichos.

Segundo o delator - amigo do peito de lula e participante de todos os governos citados - foram 50 milhões 'doados’ pelo Bradesco, Safra, Itaú, Banco do Brasil e BTG Pactual.

A grana foi despejada em troca de informações antecipadas sobre mudanças na taxa Selic, defesa dos interesses dos bancos, entre outros trambiques.

Naturalmente é de se supor que desse monte de grana tenha sobrado a 'caixinha’ para lula e dilma, os promotores da vigarice.

Como sempre.

Afinal, pedalinho pra sítio com nome de neto custa caro.

Sabe-se que mortos não dormem.

Ou dormem eternamente.

Mesmo assim, será difícil para os zumbis petistas dormirem com um barulho desses.

Será preciso muito mais do que um bandidinho como verdevaldo para tentar esconder essa delação do povo brasileiro.

Marco Angeli Full

Artista plástico, publicitário e diretor de criação.

Comentários