Na Bahia, em 2014, Lula sim, agrediu o povo nordestino, mas a extrema-imprensa ignorou (Veja o Vídeo)

* Esta matéria foi atualizada e contém informações adicionais ao final

Daqueles governadores de Paraíba, o pior é o do Maranhão”. Foi o que disse Bolsonaro identificando o nordeste pelo estado da Paraíba. Isto é uma ofensa?

Apenas para exemplificar, a frase acima poderia ser substituída pela seguinte, com referência aos estados da região Sul:

Daqueles governadores gaúchos, o pior é o do Paraná”. Seria uma ofensa?

A maioria das pessoas do Brasil chamam nós, dos 3 estados do Sul de GAÚCHOS, sendo que aqui sabemos que só os nascidos no RS são gaúchos, os demais são catarinenses ou paranaenses.

Nunca perguntei a eles, se eles se ofendem ao serem enquadrados como gaúchos, mas gostaria de saber a opinião deles também.

Onde está a ofensa em chamar “paraíba” e “gaúcho”?

Várias vezes li e ouvi políticos falando em resolver a situação dos “senegaleses” no Brasil, como se fossem todos só do Senegal, engano!

Fica difícil encontrar a linha que separa a forma de falar da falta de respeito.

Pode ser falta de informação, generalização, vício de linguagem e não apenas preconceito.

A pergunta aos envolvidos é: Por que ofende tanto ser chamado de Paraíba?

Os paraibanos se ofendem também?

Também ofende ser chamado de gaúcho mesmo sem ter nascido no RS?

É preconceito chamar de senegaleses?

O que vocês sugerem para diminuir essa sensação de inflamação aguda, onde tudo dói?

Silêncio?

Porém, numa outra oportunidade, em plena campanha de Dilma Rousseff, Lula, para enaltecê-la, disse a viva voz:

“A Dilma não é nenhuma nordestina. A Dilma é uma mulher bem formada. A Dilma é uma economista de qualidade (...)”.

Lula sim é preconceituoso.

A diferença é que o PT pagava regiamente a mídia tradicional.

Veja o vídeo:

ATUALIZADO EM 23/07/2019 às 11:25: após a repercussão do texto acima, a agência Aos Fatos julgou distorcida a informação de que Lula seria preconceituoso, afirmando que o vídeo foi retirado de contexto.

" [...] na ocasião, O petista questionava 'a razão pela qual nós [PT] despertamos tanta ira, eu diria até o ódio': 'A Dilma não é nenhuma nordestina. A Dilma não é um retirante nordestino que eles poderiam ter preconceito. A Dilma é uma mulher bem formada, a Dilma é uma economista de qualidade da Unicamp. É uma mulher que tem história. Por que tanto ódio? O ódio não é contra a Dilma. O ódio é contra o projeto'”.

No espírito do bom jornalismo e da pluralidade, linkamos aqui o vídeo completo da fala de Lula em 2014, indicado pela própria agência, para que o leitor tire suas próprias conclusões.

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários