Para Augusto Nunes, o Drácula é uma “Besta Quadrada”

Em seu ‘Sanatório Geral’ publicado na Revista Veja, o jornalista Augusto Nunes ‘homenageia’ esta semana o senador petista Humberto Costa.

O ‘Drácula’, codinome do parlamentar pernambucano no Departamento de Propinas da Odebrecht, numa reunião do Parlamento do Mercosul ocorrida no Uruguai, declarou o seguinte:

“Temos conhecimento de que a parcialidade da Lava Jato no Brasil começou há muito tempo. No ano passado, a perseguição se intensificou para evitar que o líder nas pesquisas eleitorais, o ex-presidente Lula, disputasse o pleito. Hoje, estamos vendo os responsáveis por tudo isso sob absoluta suspeita. Eles agiram de foram criminosa e corrupta. Eles tentaram organizar fundações e entidades por meio de sociedade oculta e agenciaram entre si a realização de palestras. Agora, temos certeza que a perseguição a Lula também teve um caráter não só político, mas também financeiro”.

Com ironia, Nunes desmoraliza a narrativa do Drácula:

“(…) só para impedir que Lula disputasse a eleição presidencial de 2018, a Operação Lava Jato executou manobras diversionistas que incluem, até o momento, 1.237 mandados de busca e apreensão, 184 acordos de colaboração premiada, 11 acordos de leniência, 2.476 procedimentos, 160 prisões preventivas e 159 condenações, fora o resto.

Assim, não é sem razão a conclusão do jornalista: “Besta Quadrada”.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários