O pavor de Glenn com a possibilidade de Eduardo Bolsonaro assumir a embaixada nos EUA

O casal Glenn e David Miranda pediu com urgência os vistos para os filhos possam sair do país. Descobertos, a explicação é que a mãe de Glenn está doente e quer conhecer os netos.

- Pode ser real? Pode!

- Pode ser presságio de fuga do Brasil? Pode!

Mas seja lá o que for, uma coisa é certa, eles estão apavorados com a nomeação de Eduardo Bolsonaro ao cargo de embaixador!

Ele é quem comandará a embaixada que libera os vistos e decidirá, inclusive, uma possível extradição de Glenn que também é processado por espionagem nos EUA.

Em uma entrevista de 07 de junho de 2014 para O Globo, sobre seu livro “Sem lugar para se esconder” Glenn falou sobre a possibilidade de prisão ao adentrar os EUA:

“Eu voltei para os EUA três vezes e não estou na prisão. Volto quando quiser. Sempre haverá o risco de eu ser preso. Eu não vou deixar os EUA me ameaçarem assim. É uma questão individual. Por que o governo de Dilma vai deixar ser ameaçado assim: ‘se você der asilo para Snowden você vai sofrer?’ Eu não aceito isso e não entendo como um governo que quer ser independente no mundo vai aceitar isso também.”

Está ai um dos motivos do PAVOR que a esquerda tem da possibilidade de Eduardo assumir a embaixada, ele teria o poder de decidir, junto com a justiça federal, se jornalistas envolvidos em crimes cibernéticos teriam livre acesso ao país.

Imaginem se o governo dos EUA resolve cobrar Glenn de suas espionagens e se o governo brasileiro decide extraditá-lo!?

Para mim, a nomeação de Eduardo só me dá mais certeza que essa história de invadir celulares de autoridades para denegrir a imagem dos agentes públicos e colocar em duvida a ÚNICA operação que foi capaz de prender corruptos de peso, não vai ficar barato.

Assume logo Eduardo!

Raquel Brugnera

Pós Graduando em Comunicação Eleitoral, Estratégia e Marketing Político - Universidade Estácio de Sá - RJ.

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários