HACKERS PRESOS na operação Spoofing são suspeitos de ter invadido o celular de Moro e Deltan Dallagnol

A PF confirma que os presos agora há pouco na Operação Spoofing também são suspeitos de terem invadido não apenas o celular de Sergio Moro, mas também o de Deltan Dallagnol.

Na divulgação da Operação Spoofing, a Polícia Federal trata como organização criminosa o grupo de hackers que invadiu os celulares de Sergio Moro e procuradores da Lava Jato.

A legislação penal define a organização criminosa como “a associação de quatro ou mais pessoas estruturalmente ordenada e caracterizada pela divisão de tarefas, ainda que informalmente, com objetivo de obter, direta ou indiretamente, vantagem de qualquer natureza, mediante a prática de infrações penais cujas penas máximas sejam superiores a quatro anos, ou que sejam de caráter transnacional”
da Redação

Comentários