O histerismo de Verdevaldo

O pseudo jornalista Glenn Greenwald, tão logo soube da prisão dos hackers, entrou em verdadeiro estado de histerismo. Certamente tem os seus motivos.

O pilantra americano iniciou suas postagens criticando a Polícia Federal.

Em seguida, questionou: cadê o Queiroz?

Também não poupou o Ministério Público Federal de suas críticas ácidas.

E, por derradeiro, defendeu insistentemente à liberdade de expressão e a manifestação do pensamento, garantidas pela Constituição Federal.

“A lei brasileira é clara: jornalistas têm o direito de publicar informações, mesmo que obtidas ilegalmente de fontes”, postou o gringo.

O que Verdevaldo faz de conta que não sabe é que pagar bandidos virtuais para roubar mensagens, através da invasão criminosa de telefone celular, isso sim, é crime.

da Redação

Comentários