Jean Wyllys, lunático, chama operação caça aos hackers da PF de "tosca" e "farsante"

Nesta quarta-feira (24), o ex-deputado federal pelo PSOL, Jean Wyllys - que abriu mão do seu cargo mas, ao mesmo tempo, diz ser "resistência" ao "fascismo" do atual governo - publicou em suas redes sociais que a operação batizada de "Spoofing" pela Polícia Federal é "tosca" e "farsante".

Para Wyllys, a Polícia Federal foi "usada" por Moro para criar uma cortina de fumaça sobre os "crimes" que Moro cometeu. Patético.

A operação que tem como objetivo desarticular a organização criminosa que praticava crimes cibernéticos, realizada por hackers e comparsas para invadir os celulares de Sérgio Moro e Deltan Dallagnol e que, aparentemente, pode estar assustando Wyllys, uma vez que a população cogita seu envolvimento com uma suposta venda de mandato a David Miranda.

O círculo está fechando, Jean.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários