Responsável por clonagem do celular de Moro é identificado

A Polícia Federal identificou o quinto elemento da organização criminosa responsável pelo hackeamento do celular do ministro Sérgio Moro.

Anderson José da Silva estaria por traz das ligações efetuadas com o objetivo de clonar o celular do ministro. Ele teria tentado o mesmo artifício contra o desembargadores, juízes e até delegados da PF.

A PF chegou até Anderson pois o nome dele constava no cadastro da empresa BRVOZ, cujo sistema permite alterar número de quem realiza a ligação. A operação era realizada para enganar o Telegram e obter o código de acesso para as mensagens.

da Redação

Comentários