E agora, Gilmar? Ministros do STF também foram hackeados

No início de junho, o ministro do STF, Gilmar Mendes, afirmou que, mesmo que as mensagem divulgadas pelo The Intercept tivessem sido obtidas de forma ilegal, ainda poderiam ser utilizadas para inocentar condenados pela Lava Jato.

“Não necessariamente anula. Porque se amanhã uma pessoa tiver sido alvo de uma condenação, por exemplo, por assassinato, e aí se descobrir por uma prova ilegal que ela não é autor do crime, se diz que em geral essa prova é válida” - declarou o ministro

Agora, porém, a Polícia Federal confirmou que ministros do STF também foram alvos da quadrilha de Walter Delgatti Neto, o Vermelho. Os nomes dos ministros alvos ainda não foram divulgados.

Resta saber se Gilmar, que historicamente muda de opinião sobre assuntos extremamente complexos e relevantes como quem troca de cueca, manterá sua análise preliminar.

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários