Folha é novamente desmoralizada em novo ataque a Dallagnol

Lamentável que um jornal que tem a tradição da Folha de S.Paulo se preste ao comportamento de mero emissário de um criminoso como Glenn Greenwald, simplesmente porque não conseguiu alinhavar uma boa relação com o governo.

Assim, o jornal vê no ataque a maior operação contra a corrupção da história, uma maneira de atingir um dos principais ministros de Jair Bolsonaro e, em consequência, o próprio governo.

Essa atitude vai custar muito caro. A perda total de credibilidade.

Aliás, ninguém mais acredita na Folha. Virou motivo de galhofa.

Nesta quinta-feira (1º), em mais um ataque a Operação Lava Jato, fazendo uso do material roubado, com base em supostas mensagens do procurador Deltan Dallagnol, estampou novamente um título sensacionalista, sem nexo e totalmente sem sentido.

“Deltan incentivou cerco da Lava Jato a Toffoli, revelam mensagens”

A nítida intenção da matéria é jogar o STF contra a Operação Lava Jato, tentando demonstrar que o procurador extrapolou suas funções ao ‘investigar’ um ministro da Suprema Corte. A suposta 'investigação' tratava da reforma de uma casa do ministro que teria sido realizada pela Construtora OAS.

Todavia, as próprias mensagens destroem a narrativa do jornal, virando motivo de pura chacota, como fez com refinado humor o site O Antagonista.

Veja abaixo:

O apartamento de Toffoli
A Folha de S. Verdevaldo diz que Deltan Dallagnol incentivou um cerco a Dias Toffoli.
O cerco era tão intenso que Deltan Dallagnol, segundo as próprias mensagens roubadas, publicadas pelo jornal, pensou que o ministro do STF tivesse um apartamento, e não uma casa.
Um cerco inacreditável.
da Redação

Comentários