"Perseguição política", diz o presidente da OAB que perdeu contratos de R$ 2,5 milhões com a Petrobras

Contratos que foram celebrados sem licitação em maio de 2013 e julho de 2014 durante o mandato de Dilma Rousseff.

A rigor, a contratação de advogados dispensa licitação, desde que seja comprovada a singularidade e qualificação especial do profissional que prestará o serviço.

Até assumir a presidência do Conselho Federal, eu nunca havia ouvido falar de Filipe Santa Cruz. Desconheço outra "qualificação especial" do presidente da OAB, além da filiação ao Partido dos Trabalhadores, por onde saiu candidato a vereador em 2004. Uma busca por "Santa Cruz" em sites de livrarias retornará duas obras de "Tico Santa Cruz". Nenhuma de Filipe.

Engraçado acusarem o atual Presidente da República de fulanizar a administração pública, quando uma presidente ex-guerrilheira manda uma estatal contratar um filho de guerrilheiro, filiado ao mesmo partido dela, sem licitação, para patrocínio de interesses públicos bilionários.

A fulanização só agora passou a ofender os brios da extrema-imprensa.

Comentários