Ex-chefe da Lava Jato convoca: "É preciso reagir! Deltan Dallagnol é vítima de vingança de setores cujos interesses ilícitos foram expostos pela Lava Jato."

O ex-chefe da Força Tarefa da Lava Jato, Carlos Fernando dos Santos lima, utilizou o Facebook para pedir reação da sociedade aos ataques que Deltan Dallagnol tem sofrido:

Não conseguiram com Moro. Agora tentam com Deltan Dallagnol. Agem como canalhas, vingativos por terem seus interesses contrariados. Bilhões de reais devolvidos, correligionários e financiadores presos, e aproveitam-se de mensagens roubadas, criminosamente obtidas, para criar a sensação de que a Lava Jato fez algo errado, como se fosse o mesmo crime que cometeram ou se aproveitaram. O único erro da Lava Jato foi esquecer que ratos sem saída unem-se e atacam.
Eu acho e sempre achei que ministros do STF , parlamentares ou até mesmo presidentes da república devem ser investigados, processados e punidos se forem condenados. Agora querem responsabilizar Deltan por conversas, por pensar exatamente isso, enquanto alguns ministros do STF tornaram-se inimputáveis, afastando servidores da Receita Federal, impedindo o trabalho do COAF, impedindo investigações de violação de sigilo de comunicações, dentre outros.
O que Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Alexandre de Moraes é crime de responsabilidade. Porque temem tanto serem investigados? Pena que não tenhamos um Congresso que não represente realmente o povo, pois nossa democracia está corrompida pelo dinheiro ilícito e pelo autoritarismo dos caciques partidários. Se punirem Deltan por pensar e manifestar suas ideias, estão enterrando nossa República. Tenham vergonha!

Em artigo publicado hoje no Estadão, Carlos Fernando, lamenta que “está a caminho o oferecimento da cabeça de Deltan Dallagnol em uma bandeja para a satisfação de vilões”.Diz que o procurador e a operação estão indefesos contra os ataques e que Gilmar Mendes, o Centrão e o PT “unem-se em torno de mensagens apócrifas e de origem criminosa qual urubus à espera da morte da reputação” do coordenador da Lava Jato.

“O que está por vir é uma blindagem de um modo de relacionamento espúrio entre os três poderes, com a venda constante de apoio político, com a impossibilidade de serem investigadas autoridades e seus familiares. O que está a caminho é um ataque à independência do Ministério Público – um real atentado à Constituição de 1988. Querem afinal, a submissão dessa instituição aos seus interesses, querem que promotores e procuradores continuem processando somente negros, pobres e prostitutas”, escreve o procurador, já aposentado.
da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários