Bolsonaro oferece estímulos e respostas para Santa Catarina, mesmo com a apatia do governador

O Presidente Bolsonaro chamou 5 importantes ministros de Estado para despachar com o Fórum Parlamentar de Santa Catarina num café da manhã que vai acontecer em Brasília neste dia 15/08/19.

É a reciprocidade do Presidente ao Estado, cuja bancada tem dado sustentação firme às políticas do Governo, e cuja população deu uma esmagadora vitória eleitoral em outubro de 2018 com 75,92% dos votos.

Bolsonaro receberá várias reivindicações dos Deputados e Senadores barrigas-verdes. Dentre elas e de forma prioritária, serão tratados os problemas de infraestrutura: as obras de duplicação da BR-470 no Vale do Itajaí; a revitalização da BR-282 e BR-163 no Oeste; aceleração das obras na BR-280, no Norte; melhorias nos portos e investimentos em aeroportos com foco na aviação regional; e destinação de recursos para manutenção das barragens de contenção das cheias no interior do Estado.

Deste encontro podemos tirar algumas conclusões importantes: a primeira é que finalmente o Estado receberá a atenção e a correspondência que merece, de acordo com sua importância econômica e participação política, sem que exista o toma lá, dá cá; a segunda é que o Governo Federal, ao contrário do que prega a grande imprensa, dialoga, é sensível e é receptivo aos parlamentares de todas as bancadas, desde que esses parlamentares estejam sintonizados com as políticas públicas de interesse coletivo, eleitas pela nação; a terceira é a importância do fortalecimento do nosso Fórum Parlamentar, que com novas posturas e na ausência e diante da letargia do Governo do Estado, dia a dia vem ocupando um importante espaço político e edificando caminhos de diálogo republicano em favor dos nossos interesses.

Diga-se, ademais, que o Governador (ilustre desconhecido que se elegeu surfando na onda Bolsonaro 17) tem entrado em rota de colisão, virando às costas aos seus eleitores e batendo de frente com quem lhe proporcionou chegar à chefia do executivo estadual.

Tanto é assim, que o Comandante Moisés se comporta com arrogância e isolamento político, afrontando condutas ideológicas sem sintonia com o Governo Federal.

Foi eleito para seguir um novo padrão. Além de negá-lo, opta por outros caminhos que foram rejeitados pela esmagadora maioria dos catarinenses. Dentre eles, se alinhar ao MST, aumentar tributos de insumos e cortar incentivos fiscais no setor agrícola (no Estado com a melhor e mais eficiente estrutura agrária do país), defender as pautas LGBT, entre outros.

Se temos um governo estadual isolado e que não dialoga, estamos vendo um novo comportamento da bancada parlamentar Federal que se mostra ativa, sinérgica e que responde aos estímulos adotando novas posturas na sua forma de atuação, bem como atenta aos anseios e necessidades da população.

Deputados e Senadores deixam as velhas práticas para entrar nos novos tempos. São os reflexos da nova política.

Como ensinou Charles Darwin, quem se adaptar aos novos tempos, sobreviverá!

Luiz Carlos Nemetz

Advogado.Vice-presidente e Chefe da Unidade de Representação em Santa Catarina na empresa Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo e Sócio na empresa Nemetz & Kuhnen Advocacia.
@LCNemetz

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários