Sem foro privilegiado, Lindbergh se desespera com nova delação de Palocci

O ex-senador Lindbergh Farias, que já tem uma condenação em 2ª instância, encontra-se em estado de absoluto desespero, arrependido de ter tentado a fracassada reeleição para o Senado Federal. Tivesse optado por uma candidatura a deputado federal ou mesmo estadual, como se cogitou, provavelmente teria vencido a eleição e, em consequência, estaria mais tranquilo, com foro especial.

Entretanto, desprovido da infame garantia de foro e diante da nova delação de Antonio Palocci, o temor paira sobre o ex-cara pintada.

A delação já foi devidamente homologada pelo ministro Edson Fachin e implica diretamente o petista.

De acordo com o conteúdo delatado, Lindbergh, que nas planilhas de propina da Odebrecht recebeu o codinome "lindinho", embolsou R$ 3,2 milhões da Odebrecht, que foram utilizados em sua campanha eleitoral.

da Redação

Comentários