Gilmar é o “sorteado” para relatar pedido de anulação da votação de abuso de autoridade

O recurso do NOVO contra a votação na Câmara dos Deputados da Lei de Abuso de Autoridade caiu como uma ‘luva’ nas mãos do ministro Gilmar Mendes.

Parece que o deferimento de uma liminar no caso está prejudicado. O próprio Gilmar já se manifestou favorável a esdrúxula lei aprovada.

Resta a sociedade se organizar e manifestar o seu desejo pelo VETO do presidente Jair Bolsonaro.

da Redação

Comentários