O embate entre a decência de Augusto Nunes e o mau-caratismo de Guilherme Boulos (Veja o Vídeo)

O respeitado jornalista Augusto Nunes certa feita dispensou ao desrespeitoso politiqueiro Guilherme Boulos a seguinte denominação: “Gigolô de sem-teto”.

Boulos processou Nunes, por danos morais.

Ninguém em sã consciência poderia imaginar que Boulos tivesse qualquer chance de vitória na contenda judicial. Uma mera aventura jurídica.

Inúmeros fatos parecem demonstrar que não houve qualquer exagero do jornalista, muito menos ofensa moral.

Porém, diante do aparelhamento do estado durante os mandatos petistas, coisas sobrenaturais por vezes acontecem.

Assim, em primeira instância Boulos venceu a ação, que acabou sendo confirmada em segunda instância.

Todavia, o mérito da questão ainda está em discussão. Os tribunais superiores ainda podem reformar a sentença condenatória.

É ai que entra mais uma vez o mau-caratismo de Boulos.

Esta semana, entrevistado num programa da Rádio Jovem Pan, chamou Augusto Nunes de “caloteiro”, por não ter pago o valor estipulado pela condenação.

Ora, dívida oriunda de ação judicial se paga em processo de execução de sentença, que no caso envolvendo Boulos e Nunes sequer teve início.

O jornalista garantiu que processará o politiqueiro pela infâmia.

E em ‘direito de resposta’, Augusto Nunes descascou Boulos.

Veja o vídeo:

da Redação

O jornalismo em que você confia depende de você. Colabore com a independência do Jornal da Cidade Online doando qualquer valor. Acesse: apoia.se/jornaldacidadeonline

Comentários