O golpe dos globalistas: Elite mundial se une para impor sua vontade ao povo brasileiro

Presidente francês trata a Amazônia como propriedade mundial e usa fotos de 2003 como se fosse atual.

A elite mundial nunca aceitou o fato de que o povo a abandonou para votar em líderes com quem se identificava. A eleição de Trump em 2016 e Bolsonaro em 2018 (entre outros populistas) representou um baque nas emoções e um atraso nos planos dos globalistas em expandir seu poder pelo mundo.

No entanto eles ainda tem muito poder, e através de seus lacaios na grande mídia, estão sempre à procura do próximo assunto para atacar seus inimigos. E agora encontraram um: as queimadas na Amazônia.

E daí se utilizam fotos antigas ou até mesmo falsas? E daí se os dados mostram que a medição atual está abaixo da média de queimadas dos últimos 15 anos? E daí se nos governos de esquerda a situação estava muito pior? Quando o assunto é derrubar o inimigo, a esquerda deixa a verdade em 2° plano.

Para isso contam com um exército de incautos, embusteiros e celebridades loucas para dar lição de moral aos mortais sobre como precisamos preservar a natureza. A quantidade de informações falsas espalhadas sobre o assunto só se compara em magnitude à idiotice das soluções apresentadas pelos ambientalistas de facebook. Passeatas?! Sério?

A menos que estejam marchando com um balde d`água em direção as queimadas, fazer passeata só serve pra massagear o ego de quem quer exibir sua "consciência social".

O presidente socialista francês, Emanuel Macron, aproveitou o momento para tentar tirar a atenção dos fracassos de seu governo e de sua aprovação esdrúxula entre seu próprio povo. Utilizou uma foto falsa, chamou a Amazônia de "nossa" e ainda propôs discutir a "emergência" para atuar sem a presença do Brasil. Querem passar por cima da soberania do povo brasileiro e decidir entre si o que fazer. Os globalistas enxergam a floresta amazônica como propriedade deles, não dos brasileiros.

Outros líderes socialistas devem seguir Macron e pressionar para uma atuação internacional na Amazônia, baseada e apoiada por mentiras contadas pela nossa própria imprensa. A esquerda brasileira, que vive reclamando que o Bolsonaro quer vender o Brasil, não deu um pio sobre a ameaça internacional. O que prova que é uma atuação conjunta da elite globalista mundial.

Toda a esquerda saiu ganhando com essa farsa, a mídia ganhou um assunto forte para bater no Bolsonaro, celebridades podem nos educar sobre a importância de preservar enquanto passeiam em seus jatinhos e, líderes como Macron, tiram a atenção de seus fracassos internos (trabalhadores franceses prometeram grandes protestos para os próximos dias) ao combater uma ameaça imaginária

Bolsonaro, você foi eleito pra isso, coloque os patifes pra correr! A Amazônia é nossa!

Frederico Rodrigues

Analista Político e Membro da Direita Goiás.

Comentários