Santa Cruz, talvez em risco de ser o próximo, considera “execrável” buscas no escritório do advogado de Lula

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Felipe Santa Cruz, considerou “execrável” a pretensão da Polícia Federal em realizar buscas no escritório de José Roberto Batochio, o mais gabaritado advogado de Lula e também ex-presidente da instituição.

Pesa sobre Batochio a suspeita do recebimento de vantagens indevidas da Construtora Odebrecht, no valor de R$ 1 milhão.

O escritório do advogado também teria sido utilizado para o recebimento de valores para custeio do Instituto Lula.

Se comprovadas as suspeitas, delatadas por Antonio Palocci, evidencia-se o envolvimento de Batochio nas práticas criminosas do cliente.

A imediata manifestação de Felipe Santa Cruz denota uma certa preocupação em causa própria.

Afinal, o presidente da OAB tem sido fortemente atacado em razão do recebimento de valores da Petrobras, sem licitação.

Não obstante não seja exigível licitação para contratação de advogados com notória especialização, parece difícil a Santa Cruz a demonstração dessa qualidade em questões de natureza trabalhista, para a qual foi contratado e abocanhou a bagatela de R$ 2,5 milhões.

da Redação

Comentários