Maia na mira da PF por lavagem de dinheiro e “caixa 3”, juntamente com o pai (Veja os documentos)

Um relatório da Polícia Federal aponta o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia e o seu pai, ex-prefeito do Rio de Janeiro César Maia, do cometimento dos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro na delação da Construtora Odebrecht.

Segundo a PF, Maia e o pai praticaram crime eleitoral na modalidade “Caixa 3”.

A dupla apresentava informações de cunho estritamente formal das doações repassadas por empresas interpostas, quando o verdadeiro doador era o Grupo Odebrecht.

Maia e o pai também ocultaram e dissimularam a origem, com o objetivo de dar lastro e legitimar o recebimento valores indevidos com as doações eleitorais feitas pelo Grupo Petropolis e as distribuidoras de bebidas PRAIAMAR e LEYROZ, a pedido do Grupo Odebrecht’.

Leia o inquérito na íntegra:

Fonte: Estadão

da Redação

Comentários